<$BlogRSDURL$>

Do mal o menos

terça-feira, março 15, 2005

O amor não consiste em olhar um para o outro, mas sim em olhar juntos para a mesma direção.

A. Saint Exupery.

Eu diria; o amor não consiste apenas em olhar um para o outro, mas também na mesma direcção.

Comments:
É outra máxima de quem escreveu também "Aqueles que passam por nós não vão sós, deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
Quando o amor olha na mesma direcção, não está condicionado por aquilo que um tem e o outro não, ou quem oferece o quê em troca de outro quê!
 
E dirias muito bem, na minha opinião...
 
"O amor é o amor - e depois?
vamos ficar os dois
a imaginar, a imaginar?..."
olhemos...na mesma direcção.
Um beijo do tamanho do mundo
 
Julgo que com as tuas alterações o pensamente fica ainda melhor :)
*A
 
Se me permites complementar...o amor não consiste apenas em olhar um para o outro, mas também na mesma direcção. E ver bem, para não nos esquecermos dos pormenores.

A atenção aos pormenores da nossa cara-metade fazem tanta diferença.
É aquele olhar, aquela expressão, aquele sorriso, aquela partilha...

Da minha janela, um abraço, amiga.
 
Exactamente como dizes, não apenas em olhar um para o outro, mas também na mesma direcção.
Beijos da mãe
 
De que nos vale olharmos juntos para algo se, ao mirarmos o nosso companheiro descobrimos um estranho?!
O teu complemento da citação faz bastante sentido! :)
 
Eu por mim não olho para lado algum. Tenho dito. Meti férias no amor e agora preparo-me para uma temporada em que não tenho de importar-me para quem olho.
E esta hein.....!!!!!!
Beijocas e inté.
 
Quanto ao Coroneu basta dar a mão, sentir na mão uma familiaridade, e olharem os dois para onde quiserem, desde que com a mão dada e não a desatem nunca. É o que o Coroneu procura.
 
Eu acrescentaria a inclinação, pois de tanto olhar para o outro e de tanto ver a direcção, a cegueira espreita.

A verdade das relações cegou Édipo, cega-nos a todos.

Resta a inclinação como quem se debruça sobre algo, como alguém um dia se debruçou sobre nós.

Parabéns pelo blog, vai já para os favoritos ;)

http://desejosprivados.blogspot.com/
 
Concordo. E por falar em olhares... "There are two ways to look at life. One is as though nothing is a miracle; the other is as though everything is." -Albert Einstein. Beijinhos, Betty :)
 
Amar alguém é ser o único a ver um milagre invisível para outros. (Mauriac)

Um milagre sensível e sentido, palpável e humano. Desejo ardente e ternura. A felicidade infinita e plena, ainda que só por alguns instantes.
 
Não só mas também... indeed.
:)
 
Não só mas também... indeed.
:)
 
e dirias muitissimo bem....o apenas, faz toda a diferença!
 
Verdade! É que o amor pode ter tantas formas de ser manifestado e vivido! Convém é que o olhar seja cúmplice!
 
Enviar um comentário

[Top]