<$BlogRSDURL$>

Do mal o menos

sexta-feira, abril 01, 2005

Há um ano 

Antes como Equilíbrio instável. Agora como Do mal o menos. Trintapermanente fez um ano na blogosfera no passado dia 13.

Publico aqui o primeiro post:

"O medo"

O medo provoca abatimento e paralisia. Adquirimo-lo com a experiência de vida, obstruindo a nossa evolução. Vamos criando moldes, que se vão apertando cada vez mais, deixando cada vez menos espaço para alguma coisa lá se encaixar. Mas vivemos orgulhosamente felizes por possuirmos o conhecimento de um rol de situações a evitar por as prevermos desagradáveis.

Evitamos a infelicidade mas igualmente a oportunidade de sermos felizes.

Temos que nos libertar destas "velhas atitudes" que tomamos como verdades absolutas e que usamos para nos escudar, sair da zona de conforto e tomar as rédeas.
Deixarmo-nos levar e confiar no que a vida nos reserva, mesmo não sabendo o que nos espera.
Aprender, sim, com a experiência de vida, a lidar com o que nos surge em vez de como evita-lo.
Movermo-nos para lá dos medos e depois partir para uma melhor forma de agir e pensar.

Arriscar. Nunca evitar!

Postado por trintapermanente a 13 de Março de 2004

Comments:
...E já lá vai um ano. Aposto que ainda andas às voltas na net aí em Londres. Recebi o recado. Até amanhã.
O recado foi o que deixaste na Outra Face do Espelho.
O Gui comprou casa na tua rua.
E esta hein? Mais um tio de Cascais.
 
Parabéns pelo ano do blog, até me esquecia ;)
Mãe
 
Muitos mais virão... contigo a escrever e comigo a ler-te :)
 
Bom regresso, trintapermanente! Já lá vai um ano, hem? Esse teu primeiro post está muito bem elaborado e continua sempre actual.
Há dois sentimentos máximos e únicos: o amor e o medo! Todos os outros são derivações destes dois. Ambos são antagónicos, como a luz e a escuridão. O medo impede-nos de Ver, impede-nos de Ser. Quando nos conseguimos libertar do medo, nem que seja por breves segundos, entramos noutra dimensão, sentimos a leveza e a confiança de que somos mais do que aquilo que supomos ser.
Como dizem grandes pensadores modernos, básicamente, todos os pensamentos são suportados pelo amor ou pelo medo. Essa, a grande polaridade.
 
Arriscar.Nunca evitar, deve ser o lema, dos fracos não reza a história e o medo é o nosso maior inimigo. Parabéns por um ano de bloguisses.
Um beijo do pai.
 
n sei... mas este texto n me á estranho, acho k o cheguei a ler há um ano atrás! é vdd o k dizes, eu acho k kt mais sabemos do mundo, mais medos temos... n sei se será o efeito nefasto do conhecimento e da informação! n é facil conseguir esse ponto de equilibrio que nos faça continuar a arriscar enfrentando os nossos medos, sendo todos os dias bombardeados com mais e mais informação que desperta novos medos... mas tal como dizes, há um escape, uma possibilidade de equilibrio, o risco e um caminho para uma vida vivida com intensidade e bem aproveitada em todos os seus aspectos. bjinhos e fica bem. parabéns pelo ano completado, que eu nem me lembrei do meu!! LOLOLOL****
 
Começaste assim e muito bem! Já o tinha lido e achei uma delícia!

Parabéns por este ano!!!
 
já não se pode com isto, veio a still dar-te a novidade.
mesmo vizinhos! depois digo quanto custou.
já tinha lido este post, mas tá-se bem!! li outra vez.
parabens, vizinha.
parabens pelo aninho
 
Não posso estar mais de acordo com este post, sobretudo porque já vivi assim, amarrada por mim mesma, camuflando as minhas inseguranças e medos com uma máscara intocável, distante e sempre a estudar tudo e todos antes de reagir.
Aprendi a deixar-me ir pela vida e confiar nela e é muito melhor!!
Parabéns pelo 1º ano!!
 
Parabens Trinta...Obrigado pela companhia, e continua sempre por perto.
Ai ai entao e esse Alquimia?
Beijinhos Rabbit
 
bom texto o primeiro!
beijinho de primeiro ano a prever outros assim dialogantes.
 
Gostei do post. Acho que temos mesmo que nos libertar destas atitudes... são inconscientes e desenvolvemo-las com o passar do tempo. Nunca devemos deixar de arriscar, não é? Beijinhos e parabéns pelo ano.
 
O teu post fez-me pensar
Amor em tempos de medo...Há três poderes do Homem: a compaixão, a justiça e o amor, que vencem todos os medos.Mas o maior deles é o amor, sem dúvida.
Gostei de escolheres girassois no teu blogue. Fazemos um ano ambos na blogosfera.
Um abraço
http://bioterra.blogspot.com
 
Quando te comecei a ler, fui à génese da coisa - o que faço algumas vezes com blogs que gosto!
Sabes que me lembrava deste texto? :)
Beijinhos, P.!
 
Bem, tenho de ir passando por cá.
Parabéns pelo primeiro ano.
 
é tempo de continuar :)
 
O medo tb é necessário. É ele que marca a diferença da loucura.
 
Já atrazados mas cá ficam os meus parabéns pelo primeiro ano de existencia
*A
 
Enviar um comentário

[Top]