<$BlogRSDURL$>

Do mal o menos

quinta-feira, outubro 13, 2005

O mundo ao contrario... 



... é AQUI!

[Despeço-me do "Do mal o menos" mas espero continuar na vossa companhia.]

quarta-feira, outubro 12, 2005

Se eu gosto de ti
Se gostas de mim
Se isto não chega tens o mundo ao contrário

Xutos

(12) comments

segunda-feira, outubro 10, 2005

Três pressupostos e uma ironia 



A INFIDELIDADE vive na e da mentira, só assim não pesa na consciência.
O que não é revelado, não existe(!?)
A INFIDELIDADE vive também do consentimento.
Para se manter secreta.
A INFEDELIDADE vive da expectativa de que um dia tudo se resolverá.
Para que a situação seja aceite.

Mas há um facto, a meu ver, curioso; se o legitimo descobre, e a relação terminar, poderemos pensar que tudo se irá compor para a relação paralela, mas verificamos que tal não acontece.
O que me faz concluir que o bígamo, embora vivendo uma situação favorável à custa do sacrifício de uma terceira pessoa, não a respeita, nem a deseja, exactamente por isso.

Irónico, eu diria!

(11) comments

domingo, outubro 09, 2005

25 Anos de Swásthya Yôga em Portugal 

Demonstrações coreograficas na FNAC




Calendario:

4 Outubro 19:00 - 23:00 FNAC Almada - 25 Anos de SwáSthya Yôga em Portugal - Com demonstração de coreografias de SwáSthya e palestra proferida pelo Prof. António Pereira.

9 Outubro 15:00 - 15:00 FNAC Algarve - 25 Anos de SwáSthya Yôga em Portugal - Com demonstração de coreografias de SwáSthya e palestra proferida pelo Prof. António Pereira.

12 Outubro 19:00 - 23:00 FNAC Chiado - 25 Anos de SwáSthya Yôga em Portugal - Com demonstração de coreografias de SwáSthya e palestra proferida pelo Prof. António Pereira.

13 Outubro 18:30 - 19:30 FNAC Colombo - 25 Anos de SwáSthya Yôga em Portugal - Com demonstração de coreografias de SwáSthya e palestra proferida pelo Prof. António Pereira.

14 Outubro 21:30 - 22:30 FNAC Cascais - 25 Anos de SwáSthya Yôga em Portugal - Com demonstração de coreografias de SwáSthya e palestra proferida pelo Prof. António Pereira.

21 Outubro 18:30 - 23:00 FNAC NorteShopping - 25 Anos de SwáSthya Yôga em Portugal - Com demonstração de coreografias de SwáSthya e lançamento do livro "Origens do Yôga Antigo" com o Mestre DeRose


(4) comments

sexta-feira, outubro 07, 2005

Xtoril- café 





Dentro do Casino Estoril, abriu um novo restaurante. Está localizado na fachada principal, por cima da entrada do restaurante "Mandarim", com vistas para o jardim e mar. Tem uma entrada independente, pudendo também ter acesso pelo interior do Casino. Trata-se do antigo "Wonder Bar", mas completamente remodelado.

Um espaço amplo e acolhedor, e uma extraordinária vista panorâmica para os jardins do Estoril. O ambiente é descontraído e, durante os fins de semana, os serões prolongam-se.

Cozinha [essencialmente] tipica portuguesa.

Estão abertos atá à uma da manhã às 6ª e sábados. Aos domingos só abrem à hora do almoço com cozido à portuguesa. Encerram à 2ª.

Possibilidade de comer aquele bife com alho, batatas fritas às rodelas e ovo a cavalo, à meia-noite. Que sabe tão bem!
Sim, porque opto por uma dieta saudavel baseada no vegetarianismo, mas não sou fundamentalista.

(9) comments

quinta-feira, outubro 06, 2005

Manfios 



Existem certo tipo de homens a quem apelido de Manfios. Caracterizam-se pela ausência de sentimentos, vivendo em função da satisfação sexual.

Reduzem-se a membros andantes.

Nas suas aproximações, por mais esforço que façam para camuflar o seu carácter, são traídos pelas suas atitudes, posturas e discursos; pois já não conseguem ter o devido discernimento do que é correctamente aceitável. I.e as suas abordagens são repletas de insinuações, e segundos sentidos. Chegando em casos mais avançados à coacção directa.

Vivem ávidos de sexo e procuram todos os meios para tais fins.

Estes homens um dia por alguma razão perderam-se e andam por caminhos onde não mora nada, nem ninguém. Viciaram-se no vazio. Na não entrega ou reciprocidade. Vivem vidas massificadas de situações "porque sim". As poucas relações que encetam são de autentica guerra activa e reactiva, mentira, desapego e incoerência.

São impossiveis de lidar, pois estão ocos de qualquer sentimento.

Ironicamente concluo, que embora galitos de capoeira, são os homens que menos conhecem e entendem as mulheres e que mais medo têm delas. Com sorte um dia conhecem uma "pitinha", que não constitui nenhuma ameaça, e de galos passam a pintainhos.

Pobres homens!

(28) comments

terça-feira, outubro 04, 2005

Transcendencia 


Em determinados estados alterados de consciência proporcionados pela meditação, podemos ter acesso ao nosso EU, utilizando a nossa imaginação através de imagens - a linguagem da nossa alma - e ascender a um reino habitado por TODOS. I.e, ao atingirmos estes estados profundamente, alterados de consciência, chegamos à conclusão que dentro de nós habita um EU transcendental, imortal, idêntico ao fundamento do universo.

A questão está em desassociarmo-nos da dimensão espaço - temporal, onde o nosso EU corpóreo habita, para acedermos ao espírito, ascendermos ao supremo conhecimento - Sabedoria.

Descobrir que o labirinto afinal é um puzzle onde todas as peças se encaixam.

No UNO universal, liberdade - imortalidade e dimensão espaço – temporal coexistem. Elas tocam-se numa realidade não ordinária, num território homogéneo onde só podemos aceder com uma pratica espiritual profunda. Morte e vida emergem, assim numa realidade coesa e contínua.

O caminho da meditação é disponibilizar a qualquer um a "chave de acesso" - Imaginação. Não como uma realidade inventada pela nossa mente e por isso irreal, mas como uma outra dimensão de realidade, desta feita, revelada.


Posto este raciocínio, resta-me concluir e interrogar o seguinte:
Se temos de nos despegar/ desassociar da dimensão tridimensional onde existimos como seres humanos, para atingirmos níveis de consciência superiores, de modo a sermos clarividentes, e conhecermos quem somos verdadeiramente; TRANSCENDENCIA.

Facilmente concluímos que estamos “fora de CASA”.

Será, então, que os mortos somos nós?

(13) comments

sábado, outubro 01, 2005

Visit 



Don’t fade away
My brown-eyed girl
Come walk with me
I’ll fill your heart with joy
And we’ll dance through our isolation
Seeking solace in the wisdom we bestow
Turning thoughts to the here and everafter
Consuming fears in our fiery halos

Say what you mean
Mean what you say
I’ve heard that innocence
Has led us all astray

But don’t let them make you and break you
The world is filled with their broken empty
Dreams
Silence is their only virtue
Locked away inside their silent screams

But for now
Let us dance away
This starry night
Filled with the glow of fiery stars
And with the dawn
Our sun will rise
Bringing a symphony of bird cries

Don’t bring me down now
Let me stay here for awhile
You know life’s too short
Let me bathe here in your smile
I’m transcending
The fall from the garden

Goodnight

Dead Can Dance, "Don’t Fade Away"


agradecimentos sinceros ao footprints

(8) comments

[Top]