<$BlogRSDURL$>

Do mal o menos

segunda-feira, outubro 10, 2005

Três pressupostos e uma ironia 



A INFIDELIDADE vive na e da mentira, só assim não pesa na consciência.
O que não é revelado, não existe(!?)
A INFIDELIDADE vive também do consentimento.
Para se manter secreta.
A INFEDELIDADE vive da expectativa de que um dia tudo se resolverá.
Para que a situação seja aceite.

Mas há um facto, a meu ver, curioso; se o legitimo descobre, e a relação terminar, poderemos pensar que tudo se irá compor para a relação paralela, mas verificamos que tal não acontece.
O que me faz concluir que o bígamo, embora vivendo uma situação favorável à custa do sacrifício de uma terceira pessoa, não a respeita, nem a deseja, exactamente por isso.

Irónico, eu diria!

Comments:
Uma Questão muito dificil para te responder numa Segunda-feira!

Boa semana e Bjks da Matilde
 
Amiga, Muito poucas relações perduram após essa situação... Mas á quem goste a sério, e essas são as que interessam.

Muita gente sem caracter a viver do caracter dos outros, é o que te digo...
 
O Coroneu concorda com o post inteiro (desta vez:)) excepto com a dedução final de que "o bígamo, embora vivendo uma situação favorável à custa do sacrifício de uma terceira pessoa, não a respeita, nem a deseja, exactamente por isso." porque nem sempre o desejo está de mãos dadas com o respeito ou vice versa. Há casos e casos e casos... como tu sabes... Mas que realmente é estranho uma situação destas ficar resolvida com o esclarecimento é! O Coroneu concorda perfeitamente.
 
A infidelidade alimenta-se da alienação pelo parceiro(a).

Os terceiros são irrelevantes, quando muito carne para canhão.

Não passam de meros figurantes de um drama interior.

Fica bem.
PS: Sinto falta das tuas visitas.
 
Três pressupostos e uma ironia! Gostei. Mas com este tema, seriam necessárias páginas, e horas de conversa, para não se chegar a conclusão nenhuma! A minha opinião, simplesmente. Beijos
 
Subscrevo tudo...acho piada ao facto de pensarem que um dia tudo se resolverá e tudo será aceite. Pois...
 
Nell'ironia delle cose troviamo l'allineare del genere Umano!

Baci dolce Trinta.
 
A pica da infidelidade, na cabeça do bigamo, é o PODER. Poder enganar duas pessoas, poder ter uma vida dupla, poder achar que é o maior por ter ali duas pessoas ás ordens (uma na cama, outra em casa).

Quando a situação é desmontada, esse poder desaparece e com ele, a pica que dava poder estar com o amante, tendo o legitimo em casa.

Em resumo: São uns tristes que não conseguem ser felizes! :)
 
Só serve para sabermos que somos animais!
Como desculpa podemos dizer que, irracionais.
 
Hum...
 
não seria tão categórico na conclusão. mas, enfim... rss

beijos
 
Enviar um comentário

[Top]